17 julho, 2015

As fases da fossa…

Terminar um relacionamento não é fácil, amoroso então…Ui! Dói, dá uma tristeza absurda e aquela sensação de que a vida acabou.

Quem nunca? Todo mundo, uma vez na vida pelo menos. Ser rejeitado corrói a alma, sofremos mais por alguém não nos querer do que por amar – de fato – aquela pessoa.

Ontem eu fiz alguns vídeos no Snap Chat (micamrocha – segue aeeee) sobre esse assunto. Recebo mensagens a toda hora de pessoas passando por essa fase difícil e sei  que o que a gente mais quer é saber se estamos loucos, se isso vai passar, se é assim mesmo…não é?

Com base em tudo o que já vi e vivi, resolvi montar um manual da fossa. Que fique claro que esse é o MEU manual e não significa que você tem que sentir a mesma coisa ou pensar do mesmo jeito.

Se quiserem contribuir nos comentários, vou amar! Vamos todos juntos na fossa!

 

MANUAL DA FOSSA:

woman-with-broken-heart-pop-art-mica_rocha1- O choque. A pessoa terminou com você. Seu coração disparou, você imagina que a vida acabou e que nada vai fazer sentido de novo. Muita gente nem consegue chorar na hora de tão assustada que está, é a famosa sensação de morte com desmaio.

2- O chororô. Você chega em casa e só quer chorar, se sente tão triste que nem consegue ir a cozinha pegar um copo d’água. Todos aqueles planos profissionais, viagens, vão por água abaixo. Isso pode durar uns dias e quem vive mais intensamente, chora bastante.

3- Os amigos e família. Não ache que todo mundo está achando ok essa situação. Se você tem pessoas que te amam por perto, é capaz de vê-las tristes por você mas também com uma certa raiva de quem te deu um pé. Entenda que as pessoas não querem te ver mal e acabam descontando essa aflição em palavras não muito lindas sobre o ex ou a ex.

4- Ouça as pessoas. Por mais que seja difícil ser rejeitado, tente ouvir as pessoas próximas a você. Aquelas que você realmente confia. Alguns conselhos podem não ser bons mas ouça aqueles que vem para o seu bem. Ah! Lembre-se, os conselhos que mais te deixarem nervoso/a ou te incomodarem mais – infelizmente ou felizmente – são os mais sinceros.

5- Não seja vítima. Por mais triste que você esteja, não se faça de vítima total da situação. Não, não quero dizer que você é culpada/o, quero dizer que as pessoas não podem ter pena de você. Muito pelo contrário. Ache aquela força do amor próprio lá no fundo da alma, mas ache! Você precisa dela para não ficar se lamuriando com todas as pessoas que você encontra pela frente, principalmente amigos e família do/a ex. Tome um pé mas se mantenha uma pessoa que os outros se interessem e não que tenham pena.

6- Redes sociais. Pare com a vitimização (mais uma vez), com frases de auto ajuda, com pedidos de socorro. Isso é um desagrado que você vai fazer na sua auto-estima. Se não tem algo legal para postar, NÃO poste. Sério. Tô falando sério. Parou.

7- Pare de seguir quem te faz lembrar a pessoa e pare de seguir a pessoa. Isso aí, para que ficar se torturando e vendo tudo aquilo que vai te fazer sofrer? Não, não pode. Também não aceito os dizeres de que você quer ver para ter certeza de que aquela pessoa é péssima. Unfollow já!!!

8- Aceite começar uma rotina diferente. Aos poucos vá saindo com os amigos (sem encher a cara), vá aceitando novos caminhos no dia a dia. Aos poucos. Não se apresse. Essa pressa de ficar bem logo sempre vem seguida de uma recaída. Fique tranquila/o, as coisas vão se ajeitando aos poucos.

9- Faça alguma mudança no visual mas que não seja radical. Tome um tempo pra você. Coloque a depilação em dia, pé, mão, cabelos hidratados porque aqui ninguém é vítima. Você vale muito!

10- Se no meio tempo quiser fazer terapia para tratar do trauma que ainda ficou, ótimo. Se quiser fazer acupuntura, ótimo. Ir na igreja, ótimo. Estudar Kabbalah, ótimo também. Meu conselho aqui é: se espiritualize. Vá profundamente e volte muito melhor e querendo coisas e pessoa melhores!

11- Finalmente se abra. Não fique com a sensação de que todo mundo vai te fazer sofrer, isso não é verdade. Procure nunca falar do seu fim trágico com o gatinho ou gatinha que você vai sair. Seja leve, procure falar de coisas interessantes. Desde quando ex é interessante? Afff.

12- Mande um manual desses para alguém que precise, você vai ver que depois de levar um pé, vai ser uma pessoa boa para ajudar os outros que estão passando por isso.

Dói mas cicatriza. Fere mas não mata. E vida que segue!

Queira quem quer você!

  • Nikita Scarlet

    Mica, passei por todas essas etapas que você descreveu. Hoje nao estou na fossa. Porem, apareceu um cara, daqueles que eu sonhei a vida toda sò que, nao rola. Eu nao consigo desenvolver com ele, meus amigos me falam que eu devia dar uma chance porque caras assim nao aparecem duas vezes, cara eu tambem acho. Mas nao roulou química. Ou acho eu, estou errada? Sera que ainda estou presa no relacionamento de 8anos que terminou? Eu nao penso mais no meu ex, fazj um ano que terminamos e me sinto muito bem resolvida, porem agora como nao consigo desenvolver com esse cara “dos sonhos” fico pensando se nao tera uma ligačao. Enfim… SOS rsrs

Grite no Facebook!

Posts Relacionados