1 dezembro, 2014

O fundo do poço

Assim que somos rejeitados, o primeiro sentimento que nos vem é a culpa. Ô coisinha chata de lidar. Todo mundo pode virar para você e falar que a culpa foi dele, que você é muito melhor, que quem perdeu foi ele, que você é mais inteligente, interessante e etc. Mas sabe o que você continua pensando? Que tudo é culpa sua, inclusive a extinção dos dinossauros.

Você nunca achou que começaria um relacionamento tão rápido depois do término, nunca achou que teria alguém ocupando o lugar do ex ali do seu lado. Mas, infelizmente, você se vê em um relacionamento sério e enlouquecedor com ela, la dolorosa, la CULPA.

A rejeição é uma merda, sejamos honestos. Podemos nem gostar tanto de alguém, mas quando somos rejeitados hummmmm (leia com entonação de dor, por favor)…vem aquele tsunami (chuááá, tô sonora hoje!) na sua auto estima que nem com resgate de helicóptero você consegue sair.

Meu Deus – você pensa – quando isso acaba?

Calma – eu digo – a culpa pode ser um grande detonador na vida se não sentida com moderação e tempo determinado, mas ela pode (e vai!) ir embora se você deixar.

Um dia eu gravava o programa SOS Pé na bunda (se não sabem o que é cliquem aqui #horadojabá) e uma monja me disse que há uma grande diferença entre culpa x responsabilidade. Sabiam? Eu não sabia e fui logo perguntando:

Eu: – Qual é a diferença monja??? Diz, diz, diz!!!

Monja: – A culpa tem a ver com o nosso orgulho e normalmente queremos mostrar para todo mundo que estamos culpados para termos aquela carta de alforria e respirarmos aliviados. A responsabilidade é uma maneira honesta e sábia (última coisa que somos quando estamos na fossa) de enxergar o que você poderia ter feito diferente mas por algum motivo não fez. A responsabilidade serve para o nosso crescimento pessoal, a culpa serve para alimentar o nosso ego.

“Ainnnnnn monjaaaaaa” que lindooo! E eu aqui me culpando de tudo há anos! Rs! Brincadeiras a parte, essa é uma explicação que, no mínimo, faz você ser mais gentil com si mesma ao pensar nas suas responsabilidades desse relacionamento que acabou de acabar.

Você ainda está na fossa, a luz do fim do túnel queimou e o seu Fausto (chefe do CET) tá de férias ainda não veio arrumar, o pote de brigadeiro tá quente e o pijamão de flanela é o seu look preferido do Chororô Fashion Week.

Carrrrrrmaaaaa! Você acredita que vai passar? Eu te garanto! Mas tem que continuar lendo (espertinhaaaaa que quer audiência). É sério! O meu conselho de hoje?

Não se culpe, se responsabilize e seja mais legal com você, garanto que merece!

Ah! Enquanto você come o brigadeiro com a mão direita e limpa as lágrimas com a direita, pode gritar aí embaixo tudinho pra gente conversar, viu?

Tô por aqui!

mica_rocha

  • Mayara Santos

    tô amaaaando seu blog <3

  • Camila Lima

    mica como faz pra superar… uma pessoa que o destino faz voce cruzar sempre, a pessoa te deixou na pior e ainda por cima descobre que no fim de tudo deu em cima da sua irma?? e o que me mata ele nunca gentil ou meigo cmg, e pq ainda me sinto apegada a ele??? tudo indica para se ter um sentimento de raiva ou de adeus desapego.. mais isso parece que nao chega… pq?? e pra piorar parece que nao existe outro alguem.. que ninguem chega nem voce mesma para se ajudar… =/ como faz?

Grite no Facebook!

Posts Relacionados